Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

O Vento

 

O vento

Os meus olhos estão nublados
Bem parece choro, mas não é.
É a saudade sim,
Que parece ser o que não é.

Minh’ alma em viagem
Transpondo-me de lugar
De cidade, país e mundo.
Não sou mais eu, meu eu morreu.

O Vento parece impulsionar-me,
Em direção ao sonho e ao desejo.
Desejo que desponta real fora da realidade,
Se é loucura?Não importa.

Esse lugar não tem entrada,
Tão pouco tem saída,
Lá também não tem lidas,
Guerras? Nunca jamais!...

Nesse momento não tenho ais,
Dentro em mim, corre uma estrada,
Sem um veículo sequer
Sou sempre levada pelo Vento

O Vento, minha grande energia,
Às vezes doce... Uma doce aragem.
Em outras vezes um vendaval,
Mas nunca deixa esse viajante mal.

Mesmo que o tempo esfrie,
A neve embranqueça o chão,
Meu destino é você.
Espero que chegue o verão...

Quem sopra o vento sabe,
Que meus cabelos, já embranquecem.
Força? Não tenho de mim,
Por isso Ele sopra assim.

Leva-me vento leva-me...
Para bem longe daqui.
Leva-me para perto dele.
Que amo mais que a mim.


  

   
 
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite e o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

 

publicado por denisefigueiredo às 22:39
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2007

Rede na Varanda


Estendi a rede na varanda

Rede estendi na Varanda...
Para o mar contemplar
Sonhei que era uma onda
Que ia o jardim molhar

Flores lindas, lá achei...
Chorei por não poder tirar
São das árvores que lá plantei
Antes de na rede deitar

Sonhei com a realidade
A Varanda está em festa
Três anos de felicidade
E eu tirando uma sesta

Terceiro Aniversário da Varanda das Estrelícias
Site do amigo Joaquim Évonio

http://www.joaquimevonio.com/

 

publicado por denisefigueiredo às 23:39
link | comentar | favorito
Sábado, 30 de Dezembro de 2006

Obrigada amiga!


publicado por denisefigueiredo às 20:52
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Dezembro de 2006

Luz, poesia & ação .

sinto-me: FELIZ
publicado por denisefigueiredo às 19:35
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006

Quero flores na janela.

 

           
 
 
         
 

Quero flores na janela

                                             Por Denise Figueiredo

 

Quero flores na janela

Olhar e ver a donzela
Em dia de festa na terra
Enfeitada como o vaso bem florido
No peitoril da janela

Ver os girassóis e margaridas
 Dar vida e muita vida
Por trás daquela cortina
De renda feita por ela

Olhar e ver a fogueira
Acesa e a volta dela
Toda malta bem contente
Se aquecendo nela

Sentir o perfume Já chegando
Porque a noite desceu bela
Com lua clara e bem cheia
A iluminar o rosto dela

Por trás da cortina
Olho as flores bem de perto
Quero flores na janela
Pretexto para olhar pra ela
.


 

 

Art by Denise Figueiredo

 

 
publicado por denisefigueiredo às 22:33
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Junho de 2006

CORRENDO...

  

 

Correndo...

Sonhos?
Todos.
Possíveis e impossíveis.
Mas sonhei.

Os possíveis?
Realizei.
Os impossíveis?
Esperei.

Esperei sem medos.
Com a força da fé do sonhador,
Que sonha e já vê
Seu sonho realizado.

O sonho não tem hora para chegar!...
As amarras cortei.
Na janela debrucei.
Para ver meu sonho passar...

Quando o vi
Desci as escadas a galope
Entrei em vielas
E com a velocidade de um grande prêmio,
Corri mais ainda contra o tempo.
E o grande desejo realizei

Era ínfimo nesse momento,
Ia tomando forma,
Gota a gota ia crescendo
Um grande mar se formou.

Quem olhava...
Via um deserto.
E eu?
Via um mar.

As amarras que cortei
Levaram-me para esse mar
Hoje navego feliz
Por ele me deixo levar.

 

Denise Figueiredo

 

                                     

   

Art by D.F.

 
sinto-me:
publicado por denisefigueiredo às 18:13
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 27 de Maio de 2006

Três sabores

 

 

    

 

 

Image Hosted at ImageHosting.us

 

Três Sabores
 
Todos os dias as alegrias somam e fazem-nos repensar a vida
Se tristezas há são para nelas meditar,
pelo menos para o erro não se repetir.
Três são os sabores para se provar.
Paciência,

Perseverança
e

Sabedoria

 Que são absorvidos  na medida de seus usos.
 
Por Denise Figueiredo 

 

 Play this entire playlist


 

Art by D.F.

sinto-me:
publicado por denisefigueiredo às 04:51
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 19 de Abril de 2006

A Força da Poesia

 
 

 

 

                                     

 

 

                                                             

 

 

                                                                     

Força da Poesia

           Por Denise Figueiredo

Na poesia busquei força
Para essa vida levar
Tristezas não pagam dívidas
Mas nos levam a poetar 
As alegrias da vida

 fazem fácil esquecer
Como doce é viver
Quem não dá valor a vida
Não sabe poesia  fazer 
Em um  dia ou no outro
Poesia é muito bom
Pra quem faz e pra quem lê
Com licença  eu preciso poetar
 
Recolho-me no dia da poesia
Para poesia fazer
Se não faço poesia
Ao menos poesia vou ler.
 
 
Denise Figueiredo

Ciranda

Dia Mundial da Poesia

 em Ecos da Poesia

21 de março de 2005

Grupo

Ecos da poesia MSN
http://groups.msn.com/ECOSDAPOESIA/ 

 

Art

publicado por denisefigueiredo às 15:12
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Abril de 2006

Tudo Passa

  Minha homenagem  a
              
             Poeta   Brasileira   
        
           Neila costa
 
              Gabriela 80

 

" Nada fica de nada"         

 

                                         

                                                                                                                                   

                       Fernando Pessoa                           

     1888-1935

TUDO PASSA...
 
Neila Costa
 
 
Tudo passa tão rápido
Como uma tempestade
Que tudo leva.
Tudo passa tão rápido
Amor inconseqüente
Que maltrata a gente
Mesmo sem querer machucar.
Tudo passa tão rápido
A vida se não vivida
Fica esquecida feito
Folha morta, em algum lugar.
Tudo passa tão rápido
Como estrelas no céu
Quando as vemos são tantas!
Quando voltamos a fitá-las
São tão poucas que podemos contar.
Tudo passa tão rápido
Palavras ditas por amor
Levadas em silêncio pelo vento
Sem mais regressar.
Tudo passa tão rápido
Como o tempo,
Sem mais tempo de voltar.
 
 
***
 
Publicado na antologia
"TERRA LUSÍADA"

 

 

gabriela_80

 

***

                              Art by D.F.                     
                                                                                     

 
 
 
sinto-me:
publicado por denisefigueiredo às 22:00
link | comentar | favorito
Domingo, 2 de Abril de 2006

Minha Doce Idolatria

 

Minha doce idolaltria

Por Denise Figueiredo

Vou voando!...
Nas asas do pensamento!...
As nuvens São meus caminhos,
Meus olhos são meus faróis.

 

Não viajo assim sozinha,
Preciso nesse passeio,
Encontrar alguém que aqui veio,
Para também passear

 

Cantar entre as nuvens mais leves,
Orar quando for tempo de chuva,
Mas nunca dizer, me acuda!
Por ter que comigo andar.

 

Imaginar um jardim,
O mais belo que já vi,
De rosas ou jasmins,
Para nele poder escutar

,
Amo-te, es minha companhia,
Minha doce idolatria
Rainha deusa do amor
Carinho e prazer, nunca de dor.

 

Art by D.F.


sinto-me:
publicado por denisefigueiredo às 18:37
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O Vento

. Rede na Varanda

. Obrigada amiga!

. Luz, poesia & ação .

. Quero flores na janela.

. CORRENDO...

. Três sabores

. A Força da Poesia

. Tudo Passa

. Minha Doce Idolatria

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Passeio com a Poesia

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds